Latuff volta a ser voz pela Palestina



“Em entrevista a nossa correspondente no México, cartunista brasileiro cuja arte corre o mundo sustenta: “comunicador precisa escolher seu lado”

Por Marta Molina, Outras Palavras

“As caricaturas em forma de história em quadrinhos do desenhista brasileiro Carlos Latuff conseguiram transpor fronteiras. Fizeram isso durante o ataque de Israel à Faixa de Gaza, no Território Ocupado Palestino; durante a Primavera Árabe, no Egito; e até mesmo nas últimas eleições mexicanas, para evidenciar a fraude eleitoral. Ele tem trabalhos sobre o movimento das Mães de Maio de São Paulo, sobre a guerra na Síria, sobre a luta da APPO (Assembleia Popular dos Povos em Oaxaca) e sobre o duopólio da mídia composto pela Televisa e pela TV Azteca, recentemente denunciado pelo movimento Yosoy132.

Latuff maneja sua indignação com a arma que melhor sabe usar: seus desenhos, sua arte. Na semana passada esteve novamente expressando sua opinião sobre a guerra que acontece no Território Palestino Ocupado e que, segundo ele, é quase um déjà vu do que ocorreu em outros momentos eleitorais: “Quando se aproximam as eleições, Israel decide atacar Gaza. É mais ou menos assim: se você tem problemas ou se sente inseguro diante de uma eleição, inventa uma guerra e assim sua popularidade aumenta. Até mesmo os candidatos de oposição em Israel apoiaram o ataque a Gaza”.

Entramos em conexão com Carlos Latuff por meio de uma videoconferência, de casa para casa, de mesa para mesa, de laptop para laptop, da Cidade do México ao Rio de Janeiro, e recordando um português um pouco oxidado, mas ainda decente. Depois de repassar os movimentos de resistência indígena contra os megaprojetos no Brasil, os indignados da Espanha e a crise, os Ocuppy de Wall Street, os Zapatistas e os YoSoy132, aterrizamos no Oriente Médio, mais concretamente na guerra de Gaza.”
Entrevista Completa, ::AQUI::
Via Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comentários: