Estudante estuprada em ônibus corre risco de morrer na Índia


Milhares de mulheres saíram às ruas da capital indiana, Nova Déli, em protestos contra estupros
Correio do Brasil / BBC Brasil
 
“Uma estudante de medicina de 23 anos vítima de um violento estupro coletivo na capital da Índia, Nova Déli, já passou por cirurgias, mas continua internada e corre risco de vida, informa a equipe do hospital local onde ela recebe tratamento. Os médicos dizem que a seriedade dos ferimentos decorre do fato de que a estudante e um amigo que a acompanhava foram atacados e surrados com barras de ferro após a mulher ter sido estuprada.

- Isto foi mais do que um estupro, havia muitos ferimentos. Parece que um objeto muito grosso foi usado repetidamente pelos responsáveis pelo ataque – conta um dos médicos, acrescentando que este é um dos casos mais graves de estupro que já viu. Mas, de acordo com o correspondente da BBC na capital indiana, Soutikl Biswas, há pouca esperança de que o caso motive mudanças concretas na cidade, que vinha contabilizando uma incidência cada vez maior deste tipo de violência.

Somente neste ano, mais de 630 casos de estupro já foram registrados em Nova Déli, conhecida no país como “capital do estupro”. De tempos em tempos, casos como este mobilizam a opinião pública e ganham espaço em programas de TV, jornais, revistas, além de virarem tema de protestos e discursos de políticos. Mas pouco depois o nível de atenção é reduzido e o ciclo de violência e impunidade continua, dizem analistas.”
Matéria Completa, ::AQUI::
Via Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comentários: