Uma família a serviço do Ocidente

Mário Augusto Jakobskind, Direto da Redação


“O Presidente Barak Obama em seu discurso nas Nações Unidas demonstrou uma forte dose de hipocrisia. Ameaçou o Irã, como já fez outras vezes, possivelmente pressionado pelo lobby sionista, que pesa nos votos da eleição de novembro. Os belicistas do setor preferem o candidato republicano, porque Mitt Romney ameaça muito mais.

O premier Benyamin Netanyahu não fez por menos em termos de ameaças de bombardear o Irã. Apareceu, de forma ridícula e arrogante, com um gráfico ditando regras ao Irã e à comunidade internacional. Netanyahu silencia quando questionado sobre o poder nuclear de Israel.

Noam Chomsy, que não pode ser acusado de antissemita, como geralmente faz a direita israelense a quem critica a agressividade sionista,  até porque é filho de rabino, alertou que Israel representa um perigo na região e não o Irã. O linguista explicou que os governantes de Teerã não são insanos e não vão querer atacar porque sabem que a retaliação por parte dos Estados Unidos seria em grande escala. Mas Netanyahu diariamente faz ameaças e por ser insano representa um perigo à paz mundial.    

Outra indicação de cinismo de Barak Obama tem sido a menção aos acontecimentos na Síria. Ao mesmo tempo em que pede o fim do regime autoritário de Hafez Assad, o governo estadunidense apoia as forças insurgentes, onde se encontram salafistas em conluio com integrantes da Al Qaeda, procedentes de países como, Turquia, Líbia e emirados árabes do Golfo. Trata-se de uma estranha aliança, que no fundo reforça a tese segundo a qual os atentados de 11 de setembro de 2011 tiveram o respaldo de setores da inteligência norte-americana.

Republicanos e democratas proclamam-se defensores dos direitos humanos em várias partes do planeta, em outra demonstração de cinismo e hipocrisia. O silêncio em relação às constantes violações dos direitos humanos cometidas pela monarquia da família Saud, os proprietários da Arábia Saudita, por exemplo, é uma prova concreta de que o objetivo da campanha promovida pelos EUA e outros governos ocidentais é apenas retórico e voltado para enganar a opinião pública, já anestesiada pelo esquema de manipulação da informação.”
Artigo Completo, ::AQUI::
Via Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comentários: